terça-feira, 19 de maio de 2009


PUBLICO


Ambiente: Filipe Duarte Santos defende humanidade como um grande grupo social
12.05.2009 - 17h29 Helena Geraldes, Paulo Miguel Madeira
A sobrevivência da humanidade como espécie depende de conseguir agir como um único grupo social. Só assim poderá salvaguardar a qualidade ambiental do planeta e assegurar os recursos que lhe permitem sobreviver e prosperar, defendeu ontem o laureado deste ano com o Prémio Universidade de Lisboa, Filipe Duarte Santos, ao receber o galardão.

Esta ideia vai ao encontro dos receios do outro homenageado na sessão de atribuição daquele prémio, que decorreu ontem ao fim da tarde na Reitoria daquela universidade. José Correia da Cunha, que recebeu do reitor António Nóvoa a medalha da Universidade de Lisboa, considerou no seu discurso de agradecimento que a humanidade se “aproxima de uma catástrofe global” do Ambiente e defendeu a importância da “solidariedade pela construção de um futuro que não nos envergonhe”.
Enviar um comentário