segunda-feira, 31 de agosto de 2009

JN

Ciência

Vinho tinto previne infecções

Uma equipa de cientistas da universidade escocesa de Glasgow anunciou ter descoberto que um antioxidante que existe em grandes quantidades no vinho tinto previne infecções que podem degenerar em septicémias (infecções generalizadas do corpo).

Este antioxidante, o resveratrol, encontra-se na pele das graínhas da uva e em muito maior quantidade no vinho tinto do que no vinho branco. Também já lhe foram atribuídos outros benefícios para a saúde: prevenir a formação de coágulos e combater o cancro.

Segundo os investigadores, o resveratrol impede a formação de duas enzimas que têm um papel fulcral no desenvolvimento de inflamações graves, a sphingosine kinase e a phospholipase D.

"Doenças inflamatórias severas como a septicémia são muito difíceis de tratar e muita gente morre por falta de tratamento. Muitas que sobrevivem saem da septicémia com uma péssima qualidade de vida", explicou o médico Alirio Melendez, um dos cientistas da equipa da Universidade de Glasgow.

Lusa
Enviar um comentário