sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Diário Digital
Ciência e Tecnologia


Comissão Europeia financia alternativa a testes em animais

A Comissão Europeia e a indústria cosmética chegaram esta segunda-feira, em Roma, a um acordo para subsidiar em 50 milhões de euros a investigação de um método alternativo aos testes em animais.
Em Julho último, Bruxelas tinha anunciado uma verba de 25 milhões de euros para desenvolver projectos conjuntos e a indústria cosmética, através da Associação Europeia de Cosméticos (Colipa), decidiu entrar com igual montante. Os 50 milhões de euros destinam-se a patrocinar projectos de investigação que desenvolvam métodos mais fiáveis, mais baratos e mais rápidos do que aqueles que são feitos em animais.
O principal objecto de investigação deverá ser a "toxicidade sistémica do uso repetido", que avalia as consequências da utilização prolongada de substâncias que compõem os produtos cosméticos. Qualquer substância incluída num cosmético foi testada para se ter a garantia de que não causa qualquer dano ao consumidor.
Segundo uma nota de imprensa de Bruxelas, apesar dos significativos progressos feitos no campo dos testes não-animais, ainda há lacunas a preencher no conhecimento científico.
Enviar um comentário