quarta-feira, 7 de outubro de 2009

JN

País > Braga > Guimarães

Reformados ajudam crianças inadaptadas

CARLOS RUI ABREU

Até já foram a um concurso televisivo tentar ganhar dinheiro para a Cercifaf, Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Fafe. Um grupo de reformados quer construir um lar para os jovens.

Um grupo de fafenses, maioritariamente reformados, anda há cerca de um ano a fazer jus ao melhor significado da palavra altruísmo. A Cercifaf, Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Fafe lançou-se numa empreitada de grandes dimensões ao querer construir um lar residencial e um novo Centro de Actividades Ocupacionais (CAO).

Duas obras que ascendem a 1,5 milhões de euros, dos quais 800 mil terão de ser suportados pela Cercifaf. "Não queríamos entrar pelo tipo de peditório tradicional e foi aí que apareceu este grupo de gente extraordinária", explicou, ao JN, Luís Roque, dirigente da cooperativa.

Quinze homens, praticamente todos reformados, reuniram-se, criaram uma comissão e têm de-senvolvido actividades cujo objectivo é angariar fundos para o pagamento das obras. Das iniciativas que foram já realizadas, destacamos a venda de títulos de solidariedade, a angariação de novos sócios, um espectáculo de variedades que envolveu a comunidade local e que encheu o pavilhão multiusos e a instalação de uma tômbola no centro da cidade, durante todo o Verão.
Enviar um comentário