segunda-feira, 5 de outubro de 2009


Correio da Manhã

Saúde: Maternidade Alfredo da Costa cria primeiro banco de leite humano

16 mães doaram leite

Mário Cruz/ Lusa

Na Semana Mundial de Aleitamento Materno, a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, revela os primeiros resultados do Banco de Leite Humano, que começou a funcionar nesta unidade no mês passado: 16 mulheres, apelidadas de “mães verdadeiras heroínas”, inscreveram-se como dadoras, das quais 12 já doaram leite.

A 10 de Agosto foi efectuada a primeira pasteurização de cerca de três litros de leite, e desde então foram realizadas três destas acções, pelo que há cerca de dez litros de leite cru e seis litros de pasteurizado, dos quais dois estão prontos para ser consumidos.

Gonçalo Cordeiro Ferreira, membro da Sociedade Portuguesa de Pediatria, sublinha a importância desta acção para os prematuros. “O leite humano garante uma melhor maturidade dos intestinos e de outras funções do organismo, como um maior desenvolvimento cerebral.”

Até final do ano, a Maternidade Alfredo da Costa prevê alimentar entre 20 a 40 prematuros, havendo também a preocupação de aumentar o número dadoras.

A colheita do leite materno é feita em casa da dadora e a recolha periódica é realizada por uma empresa. “A receptividade pelas potenciais dadoras excedeu as nossas expectativas”, refere fonte da maternidade lisboeta, sublinhando a “excelente qualidade microbiológica do leite recebido”.

Enviar um comentário