segunda-feira, 20 de agosto de 2012

i

Dilma assina decreto que aumenta salário mínimo para 257 euros

Por Agência Lusa

A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, assinou hoje o decreto que aumenta em cerca de 14 por cento, para 622 reais (257 euros), o valor do salário mínimo do país a partir de 01 de janeiro de 2012.

Atualmente, o valor mínimo que um trabalhador brasileiro pode receber por mês é 545 reais (225 euros). O reajuste estava previsto no Orçamento de 2012, aprovado na quinta-feira pelo Congresso do país.

O novo salário mínimo deverá colocar 64 mil milhões de reais (26,4 mil milhões de euros) na economia brasileira no próximo ano, segundo cálculos da LCA Consultores, citados pelo jornal O Estado de São Paulo.

Uma lei aprovada este ano no Congresso brasileiro garante reajustes acima da inflação para o salário mínimo do país até 2015. A política de valorização começou a ser adotada durante o Governo do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após um acordo com sindicalistas.

Pela fórmula, o reajuste anual do salário mínimo corresponde à variação da inflação no ano anterior somada ao percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Ou seja, o aumento do salário mínimo em 2012 é baseado na projeção da inflação oficial para 2011 (6,65 por cento) e no crescimento da economia brasileira em 2010 (7,5 por cento).

Apesar dos ganhos nos últimos anos, o salário mínimo brasileiro ainda está abaixo do patamar necessário para suprir as despesas básicas do trabalhador, segundo um cálculo divulgado no início do mês pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

De acordo com o estudo, para suprir os gastos das famílias com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o salário mínimo brasileiro deveria ser de 2.349,26 reais (969,13 euros).

Enviar um comentário