sábado, 27 de outubro de 2012


EXPRESSO

Islandeses ajudam a escrever Constituição através do Facebook

Governo islandês desafiou os cidadãos a utilizarem o Twitter e o Facebook para ajudar na redação da nova constituição do país.

Tiago Oliveira 


Constituição foi apresentada em referendo e recebeu dois terços de votos favoráveis
Constituição foi apresentada em referendo e recebeu dois terços de votos favoráveis
Flickr
O crowdsourcing, a junção de grupos de pessoas através de redes sociais com um único objetivo continua a ganhar adeptos e pode ter reflexos importantes nos recursos governativos do país. O exemplo mais recente veio da Islândia, onde o governo local quis contar com a colaboração dos cidadãos na atualização da constituição, na sequência da grave crise financeira que atingiu o país.

O governo reuniu um conselho constitucional de 25 pessoas que juntaram todas as ideias partilhadas através do Twitter e do Facebook  e utilizaram-nas para redigir uma proposta de Constituição. Esta foi apresentada em referendo e recebeu dois terços de votos favoráveis. Cabe agora ao governo validar os fundamentos do documento, numa decisão que pode dizer muito do papel mais importante que a 'união digital' pode trazer à participação popular nas decisões governamentais a nível nacional e local.


Ler mais: http://expresso.sapo.pt/islandeses-ajudam-a-escrever-constituicao-atraves-do-facebook=f762653#ixzz2AWg9YfW2
Enviar um comentário