terça-feira, 29 de outubro de 2013

Mundo 


Bebé registado no Líbano pela primeira vez sem menção de religião


 
Um bebé foi registado no Líbano sem que no registo civil conste a sua religião, facto inédito no país, anunciou o pai de Ghadi Darwich, que considerou o filho "o primeiro bebé nascido livre no Líbano".
Ghadi Darwich nasceu em 30 de setembro da união civil entre Nidal Darwich, xiita, e Yulud Sukarie, sunita, que em abril foi notícia nos media libaneses por ter sido o primeiro matrimónio civil realizado no Líbano, para além de transpor a tradicional barreira de hostilidade entre as comunidades xiitas e sunitas.
Até agora os libaneses que pretendessem contrair matrimónio exclusivamente civil teriam de o fazer no estrangeiro e depois fazer o reconhecimento pelas autoridades do país.
O pai de Ghadi Darwich, que anunciou o registo "não religioso" à cadeia de televisão local MTV, manifestou orgulho pela liberdade conseguida para o filho, e esperança em que no futuro não venha a ter problemas para inscrever Ghadi numa escola.
O direito civil no Líbano - incluindo o matrimónio, o divórcio e as heranças - é regido pelos diferentes códigos religiosos das 18 confissões presentes no país.
Enviar um comentário