quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Cientistas descobrem mecanismo de cura espontânea de VIH

simcsea / Flickr
-
Cientistas franceses anunciaram esta terça-feira ter descoberto o mecanismo genético de uma “cura espontânea” em dois homens infetados com o vírus da imunodeficiência humana (VIH) e propuseram uma nova estratégia para combater a SIDA.
A descoberta é baseada no estudo de dois homens infetados com o VIH que nunca desenvolveram sintomas de SIDA. O vírus permaneceu nas células do sistema imunitário, mas foi inativado porque o seu código genético foi alterado, segundo os investigadores.
Em análise estiveram os casos de um homem de 57 anos diagnosticado VIH positivo em 1985 e um outro de 23 anos diagnosticado em 2011.
Os cientistas sequenciaram o genoma do VIH em amostras retiradas dos dois homens que, dizem, registaram uma “aparente cura espontânea”.
A mutação pode estar ligada a uma enzima comum designada APOBEC, indicou a equipa científica.
“O trabalho abre caminhos terapêuticos para a cura, utilizando ou estimulando aquela enzima”, indicam os investigadores num comunicado.
A investigação, publicada na revista Clinical Microbiology and Infection, foi realizada por cientistas do Instituto Nacional de Saúde e de Investigação Médica (INSERM).
Até hoje há apenas um caso conhecido de cura de um doente com SIDA, Tomothy Ray Brown, que recebeu um transplante de medula para combater uma leucemia, de um dador com resistência ao HIV.
ZAP / Lusa
Enviar um comentário