terça-feira, 17 de novembro de 2015

Espanha emite mandado de captura contra Netanyahu


Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
A justiça espanhola emitiu um mandado de captura contra Benjamin Netanyahu – a partir de agora, o primeiro-ministro de Israel será detido se colocar os pés no país vizinho. 
Em causa está a responsabilidade política do primeiro-ministro israelita no massacre da chamada “Flotilha da Liberdade”, que ocorreu em 2010.
O mandato de captura espanhol contra Benjamin Netanyahu, visa ainda outros seis responsáveis do governo de Israel, nomeadamente o antigo ministro da Defesa, Ehud Barak, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, Avigdor Lieberman, e o ex-ministro dos Assuntos Estratégicos Moshe Ya’alon, actual ministro da Defesa.
Também o ex-ministro do Interior, Eli Yishai, o ex-ministro Benny Begin e o vice-almirante Maron Eliezer, responsável directo pela operação militar, são visados pela justiça espanhola.
O caso é da competência do Tribunal Nacional de Espanha e centra-se no ataque perpetrado por forças israelitas contra o navio “Mavi Marmara”, que carregava ajuda humanitária com destino a Gaza.
Em reacção a este mandato de captura, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita fala numa “provocação” e refere que as diplomacias dos dois países estão a “trabalhar” para que o mesmo seja cancelado.
Enviar um comentário