sexta-feira, 25 de março de 2016

Cientistas descobriram uma forma de podermos comer carne sem matar animais

Dave Wild / Flickr
-
Investigadores desenvolveram um sistema de produção de carne a partir de um conjunto de determinadas células estaminais dos animais.

Uma equipa de investigadores desenvolveu em laboratório um sistema de produção de carne a partir de células estaminais dos animais que podem ser colhidas entre nove e 21 dias.
Segundo o The Huffington Post, esta nova técnica poderá vir a ser uma grande ajuda para revolucionar o setor e impedir o abate em larga escala de animais.
Para desenvolver este sistema único, os cientistas utilizaram células estaminais dos respetivos animais que são capazes de se renovar sozinhas.
De seguida, a este conjunto de células foi então adicionado algum oxigénio e determinados nutrientes, tais como açúcares e minerais.
“É um processo sustentável e também não é cruel para os animais”, afirma Uma S. Valeti, cardiologista e co-fundador da empresa Memphis Meats.
Esta carne feita em laboratório não carrega os habituais perigos para a saúde como, por exemplo, contaminação de bactérias ou uma elevada quantidade de gordura saturada.
“Estamos a desenvolver um tipo de carne que é mais segura, saudável e sustentável“, reafirma.
O projeto, que recentemente conseguiu investimento através de um fundo de capital de risco, quer começar por produzir carne de vaca, porco e frango, as três de maior consumo a nível mundial e que geram maior impacto a nível ambiental e de saúde.
A equipa já começou os testes com a carne de vaca e, neste momento, os investigadores estão bastante otimistas.
“O nosso objetivo é que esta carne esteja nos restaurantes daqui a três anos e no mercado daqui a cinco ou até mais cedo”, explica Valeti.
ZAP
Enviar um comentário