segunda-feira, 4 de abril de 2016


Economia, Tecnologia  , , , ,

Elon Musk apresentou a super-bateria doméstica da Tesla que vai mudar o mundo

Elon Musk, o visionário fundador da Tesla Motors, fabricante norte-americana de veículos eléctricos de luxo, apresentou ao mundo uma nova super-bateria doméstica, concebida para armazenar energia solar e fornecer electricidade para a casa toda.
A Tesla Powerwall é uma bateria recarregável de lítio, destinada a empresas e famílias, que armazena electricidade produzida por energia solar — ou fornecida pela rede em momentos em que o preço é mais baixo, por exemplo durante a noite.
“Temos esse gigantesco reactor nuclear no céu, chamado Sol, que nos aparece todos os dias”, ironiza Elon Musk na apresentação da sua Powerwall, “não temos que fazer nada, ele apenas funciona — só temos que o usar”.
Elon Musk, o visionário empreendedor que insiste em mudar o mundo com empreendimentos como o PayPal, a Tesla, a Space X, talvez o Hyperloop e agora a Powerwall, acredita que as novas baterias, que vão custar cerca de 3 mil euros por unidade de 7 KWh, vão “transformar totalmente a infra-estrutura energética mundial”.
De acordo com a Bloomberg, este produto pode revolucionar os mercados europeu e norte-americano de energia, numa altura em que cada vez mais os consumidores procuram alternativas aos elevados preços cobrados pelos fornecedores de serviços.
Uma Tesla Powerwall na garagem para dar electricidade à casa - e ao carro
Uma Tesla Powerwall na garagem para dar electricidade à casa – e ao carro
Segundo as primeiras estimativas do Deutsche Bank, citadas pela Euronews, esta aposta da empresa poderá representar um volume de negócio de 4,5 mil milhões de dólares.
Mas uma tecnologia disruptiva que se propõe mudar o mundo pode na realidade ter um impacto muito superior nos resultados da Tesla, cuja unidade de automóveis eléctricos, depois de um início com dificuldades, tem tido resultados positivos e batido recordes de vendas nos últimos anos.
A nova divisão da empresa, a Tesla Energy, apresenta-se no mercado com um parceiro escolhido a dedo: a SolarCity, companhia especializada em sistemas de recolha de energia solar, na qual Elon Musk detém uma participação qualificada e um lugar na administração.
A SolarCity já aceita encomendas. A bateria chega ao mercado norte-americano este verão e estará disponível no resto do mundo em 2016.
AJB, ZAP
Enviar um comentário