quinta-feira, 22 de junho de 2017

Público

Centros de saúde vão passar a realizar exames e tratamentos

A ideia é que alguns dos exames e tratamentos passem a estar disponíveis nos centros de saúde sem que para isso os utentes tenham que recorrer às urgências.

O Ministério da Saúde vai pôr em marcha o projeto-piloto “SNS+Proximidade” com o intuito de mudar a forma como os pacientes se relacionam com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e agilizar o processo de atendimento dos utentes. A ideia é que alguns dos exames e tratamentos passem a estar disponíveis nos centros de saúde sem que para isso os utentes tenham que recorrer às urgências.
Segundo avança o ‘Jornal de Notícias’, entre os  exames que vão passar a poder ser feitos nos centros de saúde estão as análises clínicas, raio-X, espirometrias, eletrocardiogramas, reabilitação física e terapia da fala. A iniciativa vai arrancar na região norte do país, “a única atualmente com condições para avançar com o projeto” e vai ser apresentado esta quinta-feira no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, onde, em conjunto com centros de saúde da zona, se encontram 18% do total de inscritos da região (657.544 utentes).
Neste projeto, o foco passa a estar no doente e nas suas necessidades, estando previsto o reencaminhamento dos utentes triados com pulseira azul ou verde (pouco urgente) para centros de saúde, para que seja atendido mais rapidamente pelo médico de família.
Além da articulação dos cuidados de saúde, o projeto “SNS+Proximidade” tem ainda como eixo estruturante a literacia em saúde e a gestão do percurso de vida. O Ministério da Saúde vai criar um Plano Individual de Cuidados (PIC), onde o paciente poderá registar os seus problemas, objetivos e metas a atingir, em parceria com uma equipa de saúde.
Enviar um comentário