terça-feira, 29 de setembro de 2009

Jornal de Negócios

Economia
Espanha
Zapatero congela o seu próprio salário pelo segundo ano consecutivo
António Larguesa
O primeiro-ministro espanhol vai manter em 2010 o mesmo ordenado que já auferira em 2008, confirmando o segundo congelamento de salários consecutivo para membros do governo.

O primeiro-ministro espanhol vai manter em 2010 o mesmo ordenado que já auferira em 2008, confirmando o segundo congelamento de salários consecutivo para membros do governo.

Segundo se pode ler no artigo 26.º do projecto de Lei do Orçamento Geral do Estado para 2010, esta manhã apresentado no Parlamento espanhol, o governante socialista vai continuar a receber os mesmos 91.982,4 euros anuais, em doze fatias durante o próximo ano.

A ministra da Economia e Finanças do país vizinho, Elena Salgado, que também não terá aumentos no próximo ano devido ao período de recessão prolongada no país vizinho – a taxa de desemprego há muito que passou acima dos dois dígitos – confirmou que o Orçamento para o próximo ano é “austero”.
Enviar um comentário