segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

DN
Bento XVI

Papa diz que Reis Magos vieram da Andaluzia

por Rute Martins, editado por Ricardo Simões FerreiraHoje
Papa diz que Reis Magos vieram da Andaluzia
Fotografia © Reuters/Max Rossi
No novo livro "A infância de Jesus", Bento XVI escreve que os três Reis Magos não vieram do Oriente mas de uma região entre Huelva, Cádis e Sevilha, na atual Andaluzia.
O último livro da trilogia escrita pelo Papa Bento XVI, "A infância de Jesus", trouxe várias revelações sobre a vida da figura principal do cristianismo.
A obra já tinha desafiado versões universalmente aceites da Natividade, como afirmar que no presépio não estava qualquer vaca ou burro. E agora 'estende' a origem origem provável dos Reis Magos a Tartessos, uma região entre Huelva, Cádis e Sevilha.
"A promessa contida nestes textos estende a proveniência destes homens até ao extremo Ocidente (Tarsis, Tartessos em Espanha), mas a tradição desenvolveu posteriormente este anúncio da universalidade aos reinos de que eram soberanos, como reis dos três continentes então conhecidos: África, Ásia e Europa", lê-se no livro de Bento XVI, citado pelo ABC.
Nesta interpretação da origem de Baltazar, Gaspar e Belchior, o bispo de Roma baseou-se no evangelho de Mateus e nos textos do profeta Isaías.
Segundo o mesmo jornal espanhol, as revelações de Bento XVI já fizeram com que o seu último livro fosse um dos mais vendidos em Itália, Espanha e Portugal. A Biblioteca Nacional de Espanha lançou, hoje, a edição do livro em castelhano.

Um Comentário

A. Rios

Portugal - Braga

Claro está, que os Reis Magos tiveram origem por aqui perto, sobretudo por causa dos camelos! Pois, como sabemos, os camelos daqui e das redondezas são de uma resistência que lhes permite superar as maiores das adversidades, com a vantagem de aguentarem sobre o lombo o peso das elites que transportam! E é este binómio elite-camelo que diferencia a região em que vivemos das outras zonas do mundo: veja-se o exemplo de Gaspar, o modo como usa os camelos para a caminhada que traçou prosseguir; veja-se a maneira como os camelos se comportam, a sua docilidade, o seu apego ao amo, a sua lealdade, mas sobretudo, a sua atitude! Uma atitude de quem sente que a caminhada é rude, é difícil, e que só com a estoicidade que se lhe reconhece será superada!
Enviar um comentário