sábado, 17 de agosto de 2013

http://boasnoticias.sapo.pt

Cavala e salmão reduzem risco de artrite reumatóide


Incluir na dieta pelo menos uma porção de peixe gordo, como a cavala ou o salmão, uma vez por semana, pode reduzir o risco de desenvolver artrite reumatóide. A conclusão é de um amplo estudo desenvolvido por investigadores suecos, que sublinham que esta é mais uma razão que aponta para a importância do consumo regular de pescado.
 
A equipa do Karolinska Institute of Stockholm, em Estocolmo, na Suécia, analisou questionários sobre o regime alimentar de 32.232 mulheres nascidas entre 1914 e 1948, acompanhando-as ao longo de uma década (de 1987 a 1997). Durante o período do estudo, 205 mulheres foram diagnosticadas com artrite reumatóide.
 
Os especialistas observaram que as mulheres que consumiam regularmente qualquer tipo de peixe rico em gorduras poliinsaturadas (com uma percentagem de ácidos gordos ómega 3 superior a 0,21g) apresentavam um risco 35% menor de desenvolver artrite reumatóide, ao passo que o consumo, a longo prazo, de, pelo menos, uma porção por semana, reduzia o risco em 29%.
 
Já as participantes que ingeriam pelo menos uma porção de peixe gordo por semana ou quatro porções de outro tipo de peixe de forma regular apresentavam uma redução superior a metade (52%) das probabilidades de vir a sofrer da doença, revela o estudo publicado esta segunda-feira na revista científica Annals of Rheumatic Diseases.
 
Os investigadores, coordenados por Alicja Wolk, professora de epidemiologia nutricional, acreditam que os benefícios de uma dieta rica em peixe se devem ao papel do ómega 3, que não só protege o coração e o cérebro como aparenta, também, ser um forte agente anti-inflamatório, o que explica a sua eficácia no combate à artrite reumatóide.

Clique AQUI para aceder ao resumo do estudo em inglês
Enviar um comentário