quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Torre purificadora transforma poluição do ar em “pedras preciosas”

DR Studioroosegaarde.net
Mega-purificador de ar em Roterdão, Holanda
Investigadores holandeses criaram uma torre que suga o ar sujo, como se fosse um verdadeiro aspirador gigante, e expele bolhas de ar limpas. Pelo meio, ainda produz “pedras preciosas” para criar jóias.
A Smog Free Tower, uma torre de sete metros de altura que começou a funcionar em Roterdão, na Holanda, no início de Setembro, é um mega-purificador de ar que funciona graças à tecnologia de iões.
O mecanismo suga o ar poluído e filtra-o, devolvendo ao ambiente bolhas de ar puras.
E, pelo caminho, ainda condensa as minúsculas partículas de carbono recolhidas do ar em “pedras preciosas” que podem ser utilizadas para fazer jóias, nomeadamente anéis. E ser usadas como uma espécie de símbolo deste processo de devolução do ar puro à cidade.
A torre tem capacidade para purificar 30 mil metros cúbicos de ar por hora, de acordo com o que garante um dos seus criadores, o designer Daan Roosegaarde.
“Não é para ser apenas uma solução local que cria parques ou parques infantis limpos. Também é uma experiência sensorial de um futuro limpo, um lugar onde as pessoas podem experimentar ar puro”, constata Daan Roosegaarde citado pelo jornal The Guardian.
O projecto conta ainda com a participação de Bob Ursem, investigador da Universidade de Tecnologia de Delft que trabalha na empresa de tecnologia verde European Nano Solutions.
Após três anos de pesquisa, os criadores da Smog Free Tower conseguiram construir o seu primeiro protótipo que está instalado num parque público de Roterdão.
Mas a ideia destes inventores é levar torres semelhantes a outras cidades por todo o mundo. Foi nesse sentido que desenvolveram uma campanha de crowdfunding no site Kickstarter.
Esperam agora poder agregar governos, Organizações Não Governamentais, a indústria das tecnologias verdes e os cidadãos comuns nesse objectivo global.
“Podemos trabalhar juntos para tornar cidades inteiras livres de poluição do ar. Podemos esperar – ou podemos participar”, salienta Daan Roosegaarde.
SV, ZAP
Enviar um comentário